Single Blog Title

This is a single blog caption
30 jul

Treinamento funcional: fortalece os músculos e trabalha o sistema cardiorrespiratório

A proposta da modalidade é justamente promover ações musculares em conjunto e simultâneas, proporcionando
um trabalho corporal mais globalizado e completo

A motivação é principalmente porque os exercícios funcionais têm sido considerados os mais adequados para a melhora dos padrões de movimento, da resistência, flexibilidade, postura e força, além de grande perda de peso.

O “Treinamento Funcional visa melhorar a capacidade funcional, ou seja, a habilidade de realizar as atividades normais da vida diária com eficiência, autonomia e independência”. (Campos Neto; Neto, 2004)

Então para entender tudo isso em palavras mais simples é válido dizer que o treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais das pessoas, como correr, pular, agachar, puxar e assim por diante. O exercício funcional vem para somar às demais
modalidades presentes nas academias e, assim, preencher uma lacuna e possibilitar um desenvolvimento corporal mais homogêneo, ou seja, mais completo.

O treino funcional é caracterizado pela semelhança do trabalho às situações cotidianas e baseia-se no princípio da especificidade, direcionado a alguma modalidade.

As situações do dia a dia, por muitas vezes, requerem o emprego de movimentos e gestos motores que exigem o trabalho de diversos grupos musculares ao mesmo tempo. Sendo assim, a proposta dos exercícios funcionais é justamente promover ações
musculares em conjunto e simultâneas, proporcionando um trabalho corporal mais globalizado e completo. O exercício funcional tira o praticante dos movimentos mecânicos e eixos definidos e isolados, muito comuns na musculação.

Essa nova forma de academia funcional é baseada em circuitos, que vão mudando de acordo com as aulas, fazendo com que a
pessoa pense no movimento que está realizando e não apenas executando-os mecanicamente.

Pode ser praticado em grupos, mas também pode acontecer como um treinamento individual.

Para a sua realização, o treinamento funcional utiliza elásticos, cordas, bolas, cones, discos e hastes.

Trabalha o corpo todo de uma vez só

A educadora física Carol Silveira, da Academia Plena Forma, explica que a maioria dos exercícios do treinamento funcional trabalha movimentos compostos, integrando pernas e braços, uma vez que são esses que ajudam a trabalhar também a
região do core. Um exemplo é o exercício de agachamento feito com uso de halteres.

De quebra, você sai com braços, pernas e abdômen trabalhados.
Além de ser um ótimo exercício para fortalecer os músculos, o treinamento funcional também trabalha o sistema cardiorrespiratório uma vez que exige velocidade de execução das tarefas e alto tempo de permanência em cada posição, aumentando a frequência cardíaca de acordo com a intensidade das tarefas.
“Mas lembrem-se que para a realização de qualquer exercício, é preciso antes uma avaliação física, que vai revelar as condições
individuais para a prática escolhida”, adverte a professora.

Texto: redação

Fonte: gdia.com.br

Lake Vilas Charm Hotel & Spa

EnglishPortuguese