Hora do chá: como e quais infusões fazem bem para o corpo e a mente

Calmante, relaxante, bom para a pele... descubra por quê um simples chazinho pode ser considerado uma verdadeira "poção mágica" da beleza.
29 out

Hora do chá: como e quais infusões fazem bem para o corpo e a mente

Calmante, relaxante, bom para a pele… descubra por quê um simples chazinho pode ser considerado uma verdadeira “poção mágica” da beleza.

Mais do que uma pausa necessária e prazerosa na rotina, a hora do chá pode nos trazer inúmeros benefícios. Isso porque o líquido possui propriedades terapêuticas que ajudam a combater alguns dos principais probleminhas da modernidade, como estresse, inchaço, insônia. Chás atuam, ainda, auxiliando na digestão, acelerando o metabolismo e, por conta do alto teor de água, são bebidas altamente hidratantes, capazes de reduzir o mau humor e melhorar o aspecto da pele.

Conversamos com as nutricionistas Deise Passos e Karol Coelho, que mostram de maneira prática como os chás podem agir em benefício do corpo, da pele e da mente e, de quebra, indicam quais os tipos capazes de atender a cada uma das suas necessidades pessoais.

De dentro para fora
Não é novidade que cada tipo de chá possui propriedades específicas. Porém, de maneira geral, as mais conhecidas são as ações antioxidante, diurética, calmante e estimulante.

Os chás de erva-cidreira, camomila, raiz valeriana e o chá verde, por exemplo, têm alto poder antioxidante, auxiliando no combate aos radicais livres (causados por poluição, radiação, produtos químicos), os grandes responsáveis pelo envelhecimento da pele.

O chá verde, inclusive, é um dos melhores aliados na luta contra o envelhecimento celular, graças à alta presença dos chamados flavonoides, substâncias que ajudam na neutralização desses radicais, em sua composição.

Esses chás agem, ainda, de maneira hipotensa: ajudam a baixar a pressão sanguínea, acalmam e relaxam o sistema nervoso, facilitando os processos vasculares do organismo. As consequências disso são uma melhora no aspecto de celulites, inchaços em geral e das olheiras.

Enquanto os chás diuréticos (como os de cavalinha, sabugueiro e gergelim) possuem substâncias que auxiliam no bom funcionamento dos rins, aqueles que contêm cafeína em sua composição (como o chá preto) estimulam o sistema nervoso central, aceleram o fluxo sanguíneo, os batimentos cardíacos e, consequentemente, a pressão arterial.

De fora para dentro
Além de promover os benefícios já citados, existem também os chás capazes de agir na melhora da pele, se aplicados diretamente nela. O mais conhecido da categoria é o chá de camomila que, por ter ação calmante e propriedades anti-inflamatórias, é o mais novo queridinho do skincare.

Dá para fazer compressas com chá de camomila para aliviar coceira e vermelhidão de peles sensíveis, além de reduzir olheiras causadas pela dilatação dos vasos sanguíneos. Outra alternativa é usar o chá de camomila gelado como substituto à água termal. Com efeito refrescante, é uma boa pedida para momentos posteriores à exposição ao sol, à depilação e às limpezas de pele.

O chá verde também é um ótimo anti-inflamatório se aplicado na pele, aliviando dores causadas por acne inflamada, controlando a vermelhidão e o inchaço do rosto.

Já se o objetivo é fazer um detox facial, o chá recomendado é o de capim-limão, que ajuda a tratar cravos e espinhas e, de quebra, controla a oleosidade natural da pele. Por fim, opte pelo chá de lavanda caso queira amenizar infecções na cútis. E atenção: não se esqueça de consultar seu/sua dermatologista ao usar os chás como tratamento para a pele. Ouça uma opinião profissional antes de colocar a mão na massa.

De olho no relógio:
Apesar de benéficos se ingeridos em qualquer hora do dia, vale ajustar o relógio – o biológico e o analógico – e programar o organismo para tomar o chá que mais tenha a ver com cada momento da rotina.

Por exemplo, se você prefere tomá-lo pela manhã, saiba que o efeito é antioxidante, além de melhorar a disposição, promover aumento na energia e na concentração. Para isso, vá de receitas estimulantes, como o chá verde, chá preto, mate, chá de moringa, de cascas de laranja com canela, de cardamomo e de hortelã com gengibre.

Já no período da tarde, quando a intenção é auxiliar nos processos digestivos do corpo ou melhorar a disposição, tome uma xícara após as refeições e opte pelos chás de hortelã, boldo, erva-doce, gengibre e espinheira-santa.

Para relaxar no período noturno, driblar a ansiedade e melhorar a qualidade do sono, a dica é se desligar do mundo lá fora e tomar, com calma, chás como os de camomila, melissa, mulungu e erva-cidreira, com efeito calmante.

Além do chazinho:
Como qualquer hábito saudável, os benefícios de tomar chás são potencializados quando combinados a uma rotina que preza pelo bem-estar. Para que o chá surta efeito, procure manter uma alimentação saudável e balanceada, com a presença de frutas, legumes e verduras e consumo moderado de lácteos e carnes vermelhas, além de investir tempo e disposição na prática regular de exercícios físicos.

Hábitos como beber água diariamente, sempre limpar a pele e tirar a maquiagem, e o cuidado com a saúde mental e espiritual – isto é, procurar ajuda quando necessário, e manter os pensamentos positivos e os sentimentos otimistas – também ajudam bastante. As especialistas destacam, ainda, a importância de ter boas noites de sono, capazes até mesmo de evitar doenças como hipertensão, diabetes e depressão.

Lembre-se de que, como com qualquer excesso, ingerir chás de maneira exagerada pode ser altamente prejudicial para a sua saúde, causando dores de cabeça, náuseas, tonturas e, em casos mais graves, problemas hepáticos. Para que a bebida não tenha efeito tóxico, consuma, no máximo, três xícaras de chá ao dia.

Texto: Ketlyn Araujo

Fonte: M de Mulher

Notícias: Lake Vilas Charm Hotel & SPA

EnglishPortuguese