Bioestimuladores: método induz produção de colágeno e rejuvenescimento

Sem ácidos ou botox, a técnica tem o diferencial de ser mais natural
26 nov

Bioestimuladores: método induz produção de colágeno e rejuvenescimento

Sem ácidos ou botox, a técnica tem o diferencial de ser mais natural

O avanço da tecnologia traz revoluções no mercado da beleza também. Com a melhora das pesquisas, as técnicas para skincare avançam e, atualmente, é possível rejuvenescer a pele de forma relativamente natural.

Sem necessidade de injetar ácidos ou botox, os bioestimuladores são a novidade da vez para trazer firmeza e suavizar rugas. “São produtos aplicados dentro da pele com o objetivo de estimular a fabricação do colágeno orgânico, melhorando a textura da região”, explica Luciana Maluf, dermatologista e consultora da Condor.

O colágeno é uma proteína natural do corpo que confere firmeza e elasticidade à pele. Ao aplicar o bioestimulador, o organismo passa por uma série de reações bioquímicas e produz novas fibras da substância.

A técnica é indicada para tratar flacidez da pele em qualquer parte do corpo. “O procedimento depende de muitas variáveis, como idade, grau de flacidez e envelhecimento cutâneo, local. O retratamento também é particular de cada paciente, mas, no geral, é feito de ano em ano”, afirma.

A dermatologista alerta que os bioestimuladores não são indicados para pessoas grávidas, com doenças autoimunes, infecções superficiais e alergia ao produto.

Texto: Isabella Cavalcante

Fonte: Metrópoles

Notícias: Lake Vilas Charm Hotel & SPA

EnglishPortuguese