Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Jejum intermitente, um aliado no rejuvenescimento

12 de julho de 2017

face

Você com certeza já deve ter ouvido falar em jejum intermitente, uma técnica muito utilizada para o processo de emagrecimento. O jejum intermitente, antes de tudo, não é uma dieta, mas sim uma metodologia utilizada há bastante tempo para perder peso de maneira mais rápida.

É seguro?

A prática já causou muita polêmica entre nutricionistas e praticantes desse estilo de vida, já que o seu princípio se resume a comer apenas quando se está com fome, enquanto os profissionais nutricionistas aconselham comer de três em três horas, religiosamente.

Dessa forma, o jejum intermitente consiste em adequar a alimentação, isto é, escolher sempre por alimentos saudáveis, e comer apenas quando a fome aparecer e se tornar impossível de aguentar. As vantagens desse método, muito utilizado até mesmo pelas famosas, é emagrecer mais rápido e perder gordura acumulada no corpo somente a partir da regulação dos horários.

Quais as vantagens deste método?

De acordo com os praticantes do jejum intermitente, as vantagens desse método é a perda de peso e também o maior controle sobre a alimentação, já que se come apenas o necessário para suprir as necessidades diárias do corpo. Alguns afirmam ainda que, praticar o jejum aumenta a disposição para outras atividades, já que o corpo se vê livre da dependência dos alimentos mais gordurosos, os quais atrapalham o metabolismo e até mesmo a concentração.

Para quem deseja praticar o jejum intermitente, é importante saber que não dá para começar da noite para o dia, pois é necessário um processo de preparação. Além disso, se você tem uma alimentação desregrada e que não é nada saudável, é preciso mudar os seus hábitos alimentares antes de começar.

Como começar?

A primeira e mais importante adaptação que você deve fazer é reduzir o consumo de carboidrato como arroz, pães e macarrão. Isso porque os carboidratos são os principais responsáveis por fazer com que você sinta fome mais vezes por não proporcionarem a sensação de saciedade. Depois que você se acostumar a comer menos carboidrato, conseguirá perceber que as seis refeições diárias não são necessárias.

Após notar que já conseguiu diminuir consideravelmente o consumo de carboidratos no dia a dia, está na hora de começar a cortar os açúcares. Esse também é um passo difícil, mas com um pouco de persistência você consegue. Comece a tomar café, sucos e chás sem açúcar. No começo vai ser difícil, mas tudo é uma questão de costume e, com o passar do tempo você se acostuma. Assim, conseguirá baixar os níveis de insulina em seu corpo, fazendo com que a vontade de comer frequentemente desapareça.

Depois de fazer essas alterações, você pode começar o jejum intermitente. Não existe uma regra para fazer o jejum, o que permite a adequação ao seu dia a dia.

Quanto tempo de jejum?

De modo geral, o jejum intermitente consiste em ficar 16 horas seguidas em jejum e ter as 8 horas seguidas livres para se alimentar. Nesse intervalo das oito horas você pode almoçar e jantar e ainda comer entre uma refeição ou outra se sentir fome. Existe também o jejum de 24 horas, e o de 36 horas.

Por fim, vale lembrar que todos os tipos de jejum devem ser orientados por um profissional para que você não sofra tanto e também não prejudique sua saúde, que é o principal. Além disso, vale ressaltar que o jejum intermitente só irá ajudar a emagrecer se você comer alimentos saudáveis que não ultrapassem a quantidade de calorias que o seu corpo necessita.

Texto: Redação

Fonte: Rosa Verão

Lake Vilas Charm Hotel & SPA