Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Atividades físicas regulares ajudam a combater dores

22 de junho de 2017

alongamento2

Nem sempre as atividades do dia a dia são fáceis de serem executadas. Muitas das vezes, aquela dorzinha nas costas, braço, joelhos, entre outras partes do corpo, podem ser sinal de doenças mais graves e, por isso, merecem toda nossa atenção.

Segundo o ortopedista e traumatologista, Leonardo Maia, um dos especialistas do Hospital e Centro Médico do Dilson Godinho, as doenças ortopédicas mais comuns são as tendinites, artroses e dores musculares miofasciais, quando o músculo, em desuso, tem degeneração gordurosa, sobrecarregando as poucas vibras musculares saudáveis. Quando isso ocorre, o risco de degeneração é grande.

“Temos que cumprir atividades diárias, funções básicas, ao longo do dia e noite, no limite da resistência e sem condicionamento físico, causam dor nas inserções do ventre do músculo e osso, os tendões. Este processo crônico, a perpetuação destas tendinites, que são os tendões inflamados, leva aos quadros de doenças e sua perpetuação leva a degeneração do tendão.

Qualidade de vida
De acordo com Leonardo, este processo leva a perda de qualidade de vida, onde as atividades simples, como subir e descer escadas, pequenas caminhadas se tornam praticamente impossíveis de serem executadas. Por isso o alerta do especialista: atividades físicas regulares, para manter o corpo ativo.

“Para que não ocorra estes desequilíbrios, dores pós atividades habituais, como as lombares e ombro, por exemplo, incluir atividades físicas eficientes, o suficiente para que faça suas atividades diárias sem dor, é importante. Não queremos atletas olímpicos, mas pessoas que façam atividades físicas com intuito de mantê-lo cada vez mais independente para atividades diárias. O importante é nunca parar”.

Leonardo Maia completa, avaliando para quem tem algum tipo de sintomas de dores pelo corpo busque o quanto antes um especialista. “Consultar com especialista é importante para entender estes desequilíbrios musculares, para estudar o quadro de inflamação, quais são as causas biológicas, se há deformidade articular, rupturas, tumor, etc. Descartado isso, deve-se iniciar um programa com medidas fisioterápicas e de analgesia”, finaliza.

Dicas
– Se está no ambiente de trabalho onde é preciso fazer movimentos repetitivos, busque se alongar antes e não fique por muito tempo em uma mesma posição.

– Em casa, na hora de realizar uma faxina, ou alguma outra atividade que vai exigir muito dos músculos, tendões e articulações, busque movimentos sem exageros e sem exceder o peso que o seu corpo suporta carregar.

– A prática do exercício físico diária ajuda a manter nosso corpo forte, literalmente. Então, mantenha bom ritmo de atividades, dando preferência para as de menor impacto e sempre com acompanhamento de um profissional.

Texto:Redação

Fonte: Hospital Dilson Godinho

Lake Vilas Charm Hotel & SPA