Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Cinco dicas para não cair nas dietas milagrosas

1 de março de 2018

economia-9_0

Todo mundo conhece alguém que emagreceu fazendo uma dieta extremamente restritiva, mas a maioria das pessoas não sabe dos malefícios que as limitações ao se alimentar podem trazer para seu organismo. Em algumas dietas, é comum a deficiência de nutrientes, o que pode causar problemas como baixa imunidade, sensação de cansaço, dor de cabeça, irritabilidade, noites de sono mal dormidas e até o mau funcionamento do intestino.

O carboidrato, por exemplo, um dos primeiros itens a serem riscados nas dietas de emagrecimento, é muito importante, pois fornece energia para o corpo, e não é recomendado simplesmente abrir mão desse nutriente. A nutricionista Beatriz Botequio, da Equilibrium Consultoria e consultora do Sabe Portal, recomenda que quem deseja emagrecer opte por uma reeducação alimentar que tenha quantidades equilibradas de nutrientes e que ao mesmo tempo seja adequada à rotina e aos hábitos de cada um. Para não cair em armadilhas, a profissional dá as dicas:

1. Consulte sempre um profissional de saúde: é indicado que toda reeducação alimentar ou mudança no estilo de vida seja acompanhado por um nutricionista ou um médico.

2. Se hidrate: se não tiver facilidade em beber bastante água, opte por saborizá-la com frutas, por exemplo. Isso pode ajudar na sensação de sabor.

3. Experimente alimentos novos: não é porque você provou uma vez e não gostou que deve desistir daquele ingrediente, principalmente quando se trata de vegetais e verduras. Se o sabor não te agradou da primeira vez, procure preparar de maneiras diferentes ou junto com algum outro alimento que goste de consumir para acostumar o paladar.

4. Tenha sempre em mente que restrição severa na alimentação não é saudável: podemos consumir todos os alimentos, desde que em quantidades adequadas e sem excessos.

5. Tenha paciência, porque dietas restritivas não são a melhor solução:estudos variados com pessoas com excesso de peso ou obesas mostram que aqueles que realizam um emagrecimento lento e com mudanças para hábitos alimentares mais saudáveis têm maior redução da circunferência da cintura e do quadril, além de perderem mais gordura corporal. Já quem emagrece muito em pouco tempo apresenta maior redução de água no corpo e de massa magra. Isso mostra que emagrecimentos de longo prazo são mais saudáveis e apresentam uma perda efetiva de gordura.

Texto: Redação.

Fonte: mundopositivo.

Lake Vilas Charm Hotel & SPA.