Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Conheça os 10 legumes e verduras com mais proteínas

25 de abril de 2019

Brócolis tem proteína? Muitas pessoas se perguntam isso, e as verduras e legumes possuem sim um pouco desses itens, mas nem tanto assim. Sua riqueza maior são os micronutrientes como as vitaminas e sais minerais. As nutricionistas Priscila Gontijo Corrêa, da clínica Vhita e professora da Unifesp, e Mariana Oliveira indicam os tipos que mais possuem esse macronutriente:

Brócolis

Em 100 g temos 3,6 g de proteínas. Sua coloração verde escura indica uma grande quantidade de carotenoides e outros pigmentos com qualidades antioxidantes e anti-inflamatórias, e suas vitaminas A, C e K ajudam a melhorar a imunidade. Consumi-lo cru vai garantir melhor a quantidade das suas propriedades nutricionais.

Couve-manteiga

Em 100 g de couve-manteiga crua, temos 2,9 g de proteínas. Possui ferro e proteína, se tornando uma ótima opção para vegetarianos. Apresenta também vitamina A e ácido fólico, além das fibras que ajudam a regular o intestino. Podemos consumir a couve em forma de salada crua, e caso prefira ela refogada ainda mantém uma boa quantidade de proteínas (1,7 g).

Espinafre

Em 100 g temos 2,7 g de proteínas. É uma verdura rica em ferro, cálcio, fósforo e vitaminas A e B. Seu consumo é importante para combater a anemia, desnutrição e cansaço. Dentes e ossos também são beneficiados por esse alimento. Possui ação laxativa. Deve ser consumido as folhas mais frescas. em forma de caldos ou refogado.

Agrião

Em 100 g temos 2,7 g de proteínas. É considerado uma das principais fontes de vitamina A. Rico em cálcio, ácido fólico, vitamina C, sais minerais (iodo, enxofre, fósforo). O agrião tem mais ferro que a couve e o espinafre. Alimento excelente para digestão e vias respiratórias, devido a sua ação descongestionante.

Beterraba

Em 100 g temos 1,9 g de proteínas. Possui inúmeros nutrientes, tais como vitamina a, B1, B2, B5, C, potássio, cálcio, entre outras. Indicada para combater a anemia devido ao seu alto teor de ferro. Pode ser consumida crua ou cozida. Aposta beterraba para fazer sucos, saladas, refogados, entre outros.

Couve-flor

Em 100 g temos 1,9 g de proteínas. Alimento composto por vitamina C, K, folato, fibras, potássio, substâncias antioxidantes, entre outras. Oferece fácil digestão e pode ser consumida de diversas formas: refogadas, salada, entre outras.

Quiabo

Em 100 g temos 1,9 g de proteínas. O vegetal é rico em vitamina A e do complexo B, cálcio, ferro, fósforo e cobre. Seu consumo ajuda na formação dos ossos, dentes e sangue. É indicado no caso de infecções do intestino, bexiga e rins.

Repolho

Em 100 g temos 1,9 g de proteínas. Fonte de vitaminas C, A e B6 e de cálcio, magnésio, potássio e fósforo. Tem também o glicosinolato, substância com papel na prevenção de câncer. O repolho roxo tem essa coloração devido a presença das antocianinas, que são benéficas para a saúde cardiovascular e o sistema imunológico. Pode ser consumido cozido ou em saladas.

Vagem

Em 100 g temos 1,8 g de proteínas. A vagem contém vitaminas A, C e do complexo B, além de minerais como o manganês e o zinco. É rica em fibras que auxiliam no intestino. Pode ser usada em saladas, cozidos, farofas e sopas.

Almeirão

Em 100 g temos 1,8 g de proteínas. Possui ferro, vitamina C e vitamina K em sua composição, proporcionando propriedades antioxidantes e promotoras da regulação do sistema circulatório, além de auxiliar na prevenção de problemas coagulatórios e anemias ferropriva.

Texto: Redação

Fonte: Viva Bem

Notícias: Lake Vilas Charm Hotel & SPA