Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Curta a Vida ao ar Livre com seu Cão!

21 de abril de 2017

caes

Animal de estimação é tudo de bom! Cães e gatos alegram a casa e são ótimos principalmente para as crianças. E nada melhor do que o seu companheiro peludo para te tirar do sofá e te trazer a motivação que faltava para curtir a vida ao ar livre!

Os bichinhos, precisam, assim como a gente, praticar exercícios, para terem uma vida longa e saudável, e também para gastar a energia natural e não ficar roendo objetos e bagunçando a casa. Além do tradicional passeio, é possível se divertir em parques e praças com seu cão, e até praticar esportes com ele!

Preparamos um roteiro pra você começar agora seu projeto outdoor com seu melhor amigo. Confira:

Respeite as características de cada animal: Segundo o veterinário Erik dos Santos, os exercícios devem levar em conta as características do animal, como raça, tamanho e idade: “Labrador, Border Collie, Golden Retriever, Jack Russel Terrier, Pelado Mexicano, Scottish Terrier, Schnauzer são exemplos de raças que exigem atividades mais intensas. Já Spitz Alemão, Maltês, Whippet, Yorkshire Terrier, e as raças de focinho achatado, como o Pug, Bulldog Francês, Lhasa Apso, Shih-tzu não toleram atividades físicas muito intensas. No caso do Dachshund o ideal é evitar a subida e descida de escadas e terrenos íngremes, por conta dos problemas de coluna. Ele ressalta que é fundamental consultar o veterinário antes de pôr o bichinho para se exercitar.

Conheça a frequência e os melhores horários: Erik diz que o ideal é que os passeios e atividades físicas sejam diários, mas se não for possível, quatro ou cinco vezes por semana já geram uma boa melhora no bem estar físico e mental do animal. “Indico iniciar com passeios leves de 5-10 minutos, se possível duas vezes ao dia, e vai aumentando cinco minutos por semana, até que a 30-40 minutos, duas vezes ao dia. Esses 30 minutos têm que ser contínuos, sem paradas a não ser que seja pra hidratar o cão, principalmente nos dias de muito calor. Aliás, é muito importante evitar os horários mais quentes, preferindo o início da manha ou no fim do dia, pois além de sofrer com o calor ele podem queimar o coxim (almofada das patas) no piso quente”.

Leve o peludo pra patinar: O publicitário paulistano Rodrigo Cambiaghi, do site Papo de Homem, descobriu a maneira perfeita para fazer o Clint, seu Golden Retriever de dois anos e meio, gastar sua energia impressionante e também se divertir. Ele aperfeiçoou a técnica de andar de patins levando o Clint pela coleira! Num post para o Papo de Homem, ele conta como faz e os cuidados que é preciso ter para o passeio não ter perigo pro cão nem pro dono. “O Clint foi muito arteiro até mais ou menos 1 ano de idade, quando a gente descobriu que esse impulso destrutivo do animal está muito ligado a energia acumulada que não é gasta. Ele se tornou um cão mais disciplinado, fica mais tranquilo e menos ansioso dentro de casa, guardando as energias para a hora de passear porque sabe que vai precisar delas”, conta Rodrigo.

Olha só que legal o vídeo que o publicitário gravou em um de seus passeios de patins com seu Golden Retriever:

Pedale, ande de skate e nade com seu cão: É isso mesmo! Dá pra fazer tudo isso com seu pet, mas reduza a velocidade. “Cães de pequeno porte terão extrema dificuldade, pois pode-se alcançar velocidades muito superiores à dos pequenos com bicicleta, patins e skate. Mesmo os cães grandes às vezes têm dificuldade com esse tipo de atividade em alta velocidade”, explica Erik. Os animais que enfrentam obesidade, devem ter menos exercícios de alto impacto como saltos e corridas, optando pelas caminhadas e melhor ainda, a natação, principalmente pros Labradores que além da tendência pra obesidade, amam qualquer contato com água”, complementa o veterinário. Divirta-se sentindo o vento batendo no rosto junto com seu cão num passeio suave sobre rodas, sem pressa!

Alimente o peludo adequadamente: Assim como nós precisamos nos alimentar direitinho para praticar atividade físicas, como já falamos aqui, seu pet também precisa se preparar antes dos esportes. O veterinário recomenda dar uma refeição leve uma ou duas horas antes das atividades para o animal, e sempre lembrar da água. “Tem cães que são tão ansiosos para o passeio que acabam “esquecendo” de beber água, nesse caso, cabe ao condutor tomar a iniciativa, a cada 10-15 minutos nas atividades mais intensas”, afirma.

Texto: Redação

Fonte: Blog Timberland