Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Desvios Posturais: O Tratamento Com Pilates

11 de maio de 2017

dor2

A coluna vertebral, também chamada de espinha dorsal, se articula superiormente com o crânio e inferiormente com o osso do quadril. A coluna é responsável  por 2/5 do peso corporal e é composta por tecido conjuntivo e por uma série de ossos chamados vértebras. Ela é divida em 4 partes: cervical (7 vértebras), torácica (12 vértebras), lombar (5 vértebras) e sacrococcígea (4 ou 5 vértebras fundidas formando o sacro) […].

A função da coluna vertebral é:

Suporte do peso do corpo
A proteção da medula espinhal e dos nervos espinhais
A promoção de maior flexibilidade ao corpo
Papel fundamental na locomoção e na postura

Na coluna temos quatro curvaturas que chamamos de fisiológicas, isso quer dizer que todo ser possui: cifose e lordose.

Se você não adota uma postura correta no dia a dia, quer seja em casa, no trabalho, no lazer ou durante a prática de atividades como dirigir, por exemplo, é bem provável que o mau hábito seja responsável pelo surgimento de desvios anormais na coluna, acentuando as curvas normais já existentes gerando a hiperlordose, a hipercifose ou tornando as curvaturas pouco evidenciadas, neste caso a coluna é reta ou retificada.

Quando ocorre desvio lateralmente da coluna sendo que nesse ângulo ela não contém nenhum desvio, é chamado de escoliose. E se engana quem pensa que esses desvios ocorrem somente em pessoas mais idosas, de acordo com estudos mais atualizados, atualmente a maioria das pessoas com problemas posturais são adolescentes e jovens adultos, pois a falta de tempo e a correria do dia a dia favorece a pessoa a adotar uma postura mais relaxada ocasionando assim as dores pelos desvios.

Os desvios posturais, por sua vez, podem levar ao uso incorreto de outras articulações, como ombros, braços, quadris, joelhos e pés. Isso ocorre porque diante do desequilíbrio postural o corpo buscará naturalmente compensações a fim de manter o indivíduo em equilíbrio (o que normalmente pode causar enrijecimento e encurtamento dos músculos). Além disso, os desvios posturais poderão acarretar com o passar do tempo pressão entre as vértebras, gerando as famosas dores nas costas.

O que é hipercifose

É uma curva torácica acentuada. Quando tal valor é excessivo, atribui-se a deformidade como hipercifose, sendo assim a curvatura é considerada patológica quando estão presentes características estruturais em nível ósseo. Porém podem ser problemas de fraqueza muscular também o que pode ser tratado com fortalecimento e alongamento nessa região afetada. Essa curvatura geralmente é chamada popularmente como “corcunda”.

O que é hiperlordose

É uma curva acentuada na região da lombar, fazendo protusão de abdômen, enfraquecendo e alongando demasiado essa região e encurtando a região da lombar, fazendo com que essa musculatura não consiga segurar essa região fazendo esse aumento dessa curvatura e ocasionando dores e mais tarde ate aparecimento de hérnias, ocasiona um efeito de bumbum empinado.

O que é escoliose

A escoliose é um desvio lateral da coluna. Esse desvio vai ser sempre considerado anormal, já que como citado acima, a coluna não possui desvios laterais fisiológicos. Esse desvio pode levar a alterações em varias estruturas corporais, como musculaturas, encurtamento de pernas, rotação de tronco. Além de ocasionar dores também.

O tratamento com Pilates

O Pilates como é um exercício de fortalecimento e alongamento pode auxiliar diretamente nesses desvios posturais, melhorando e reduzindo as dores do paciente. Também auxilia no estímulo da consciência corporal, reposição da pelve na posição neutra e reequilíbrio postural e muscular.

Cada desvio tem suas características, mas a musculatura principal a ser tratada e fortalecida é sempre o abdômen, pois é ele que sustenta toda a coluna. Mantendo seu abdômen fortalecido, dificilmente você terá um desvio postural afetando sua coluna. Além do abdômen precisamos estudar cada desvio postural e cada indivíduo como único, realizando uma avaliação física e apontando os desvios e cada musculatura enfraquecida para que saibamos quais estruturas fortalecer e quais alongar.

No Pilates também aprendemos a realizar a ativação do chamado CORE, onde se contrai músculos transversos do abdômen, multífidos, diafragma, oblíquos e músculos do assoalho pélvico, fazendo harmonia entre as curvaturas espinhais, refletindo no equilíbrio corporal e evitando e/ou melhorando as curvaturas não fisiológicas e assim dando suporte necessário para que a coluna se mantenha ereta e sem sobrecargas.

Texto: Cinthia Ribas Serzoski

Fonte: Clinit Saúde