Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Drenagem linfática pode complicar problemas de circulação do sangue

21 de março de 2018

estetica

Não resta dúvidas de que a famosa e tão badalada drenagem linfática, muito popular nas clínicas estéticas brasileiras, é uma arma no combate ao edema e pode melhorar a aparência das pernas. Mas se o procedimento for feito de maneira inadequada, além de não alcançar o efeito prometido, pode até ser arriscado para a saúde. O cirurgião vascular Caio Focassio, de São Paulo, explica que em casos de trombose, a drenagem pode colocar a vida do paciente em risco, uma vez que pode ajudar os trombos – que são coágulos de sangue – a se locomoverem pelo organismo. Como a estrutura desses trombos é sólida e mole, um fragmento pode desprender-se e seguir o trajeto da circulação venosa até os pulmões, provocando um entupimento: a embolia pulmonar. Trata-se de uma complicação grave e uma das raras causas de morte súbita. Dessa forma, todo cuidado é pouco quando o paciente apresenta uma trombose venosa, já que a doença pode levar a desfechos fatais por causa das embolias pulmonares.

Embora a população não saiba, a trombose é um problema mais ou menos frequente no dia a dia dos médicos. De acordo com informações do médico Drauzio Varela, a cada ano, em média, uma em cada mil pessoas vai apresentar trombose. No Brasil, ocorrem por volta de 170 mil casos anuais.

De olho nos sintomas:

Entre os principais sintomas de trombose venosa estão dor nas pernas, inchaço, mudança na coloração da perna e calor local. Focassio alerta ainda que pessoas com varizes podem sentir um certo alívio ao realizar o procedimento, pois ele reduz o edema dos membros inferiores, mas recomenda muita atenção. “O médico precisa ser consultado antes da realização dos exames para dar um aval e liberar a paciente para a drenagem. No caso de pessoas com trombose venosa profunda, por exemplo, a drenagem linfática está terminantemente proibida”, completa.

A dica é sempre ficar atento, consultar um médico e não se deixar levar pela popularização da drenagem em clínicas espalhadas por aí.

*Caio Focássio é cirurgião vascular pela Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo e Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Texto: redação.

Fonte: bonde.com

Lake Vilas Charm Hote & Spa.