Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Ketchup Faz Mal à Saúde?

14 de junho de 2017

ketchup

Na salada, no sanduíche, na torta, no salgado, na pizza, na coxinha, no lanche natural, nos ovos e na batata frita. São diversos os pratos em que o ketchup pode ser utilizado como acompanhamento e tornar a refeição ainda mais saborosa.

Mas será que o ketchup faz mal à saúde, especialmente se for consumido em excesso e com muita frequência? É isso o que vamos descobrir mais abaixo. Descubra a seguir:
Rico em açúcar
Não é somente porque um alimento é salgado que ele não pode vir lotado de açúcar. De acordo com o que o Dr. Joseph Mercola afirma, uma única colher de sopa de ketchup possui 4 g de açúcar, o que corresponde a ¼ da quantia da substância que uma criança com idade de pré-escola deve ingerir diariamente.

Para os adultos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a taxa de açúcar consumido por dia não deve ultrapassar 10% da ingestão total de calorias diárias. Isso é aproximadamente 50 g de açúcar, o que corresponde a cinco colheres de sopa de açúcar ou ¼ de xícara da substância.

O problema com o ketchup é que as pessoas podem não associá-lo instantaneamente ao açúcar, o que faz com que elas consumam uma alta quantidade de açúcar, acima do recomendado pelas autoridades de saúde, e nem percebam.

Vale lembrar que o excesso de açúcar na alimentação traz problemas como obesidade, diabetes do tipo 2, câncer colorretal em mulheres, problemas cardíacos, envelhecimento precoce e até mesmo falhas na memória.
Tendo em vista essas informações, podemos dizer que se consumido em excesso o ketchup faz mal à saúde, devido ao fato de que pode contribuir para um consumo total elevado de açúcar.

Xarope de milho de alto teor de frutose

Olhe com atenção para a embalagem do ketchup que você costuma comprar e observe os ingredientes que são listados na parte da tabela nutricional. O xarope de milho de alto teor de frutose aparece por ali? Então é bom se preocupar.

É que esse componente já foi associado a perigosos problemas de saúde como obesidade, diabetes e aumento do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A má notícia é que boa parte dos ketchups engarrafados são compostos por tomates muito cozidos, água e um bolo grande de açúcar, que aparece na forma de xarope de milho.

Sódio

O sódio é um nutriente importante para a contração muscular, a transmissão de impulsos nervosos, a regulação do volume e da pressão arterial, o equilíbrio dos fluidos corporais e a manutenção de níveis regulares de pH sanguíneo, o que é um indicador da boa saúde. Entretanto, ele não pode ser ingerido em excesso – o ideal é que um adulto saudável consuma, no máximo, 2.300 mg de sódio por dia e para quem sofre com hipertensão, esse número cai para 1.500 mg – ou causa graves problemas à saúde.

Isso porque ao consumir uma quantidade de sódio maior do que a recomendada, a pessoa pode sofrer com pressão arterial alta, retenção de água, aumento do volume sanguíneo – o que dá mais trabalho para o coração na hora de mover esse sangue e gera mais pressão às artérias -, doença no coração, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca.

Para você ter uma noção, uma colher de sopa de ketchup pode trazer 167 mg de sódio. E antes que alguém pense que o número não é tão alto assim, vale lembrar que nem sempre todo mundo se contenta com uma única colher de sopa de ketchup e que ele é simplesmente um acompanhamento, ou seja, é consumido junto de outros alimentos que já carregam o seu próprio teor de sódio.

Por outro lado…

Nós conhecemos aspectos do lado ruim do condimento, que mostram como o ketchup faz mal à saúde. No entanto, não podemos deixar de lado o fato que o principal ingrediente do produto, o tomate, traz benefícios à saúde.
Conforme o médico ortomolecular Wilson Rondó Jr. afirmou, o tomate é rico em licopeno, uma substância com ação antioxidante que oferece proteção às células. Isso significa que ele pode colaborar com a beleza da pele, evitar doenças cardiovasculares, problemas visuais e inclusive o câncer.

Para passar longe dos perigos do ketchup, a recomendação é controlar o consumo, acrescentando uma quantidade pequena à refeição por vez, sem exagerar na porção. Além disso, outra tática importante é procurar versões mais saudáveis do condimento como as orgânicas ou caseiras que tragam uma quantidade mais baixa de açúcar, sódio e conservantes.

Até porque no processo de produção do ketchup os tomates costumam ser cozidos, ter a sua pele e sementes reduzidas e, então, cozidos novamente. Todo o processo é feito a uma temperatura muito alta e dura várias horas, o que elimina boa parte das vitaminas e minerais encontrados nos tomates. Daí a importância de se encontrar um ketchup que seja produzido de modo que os seus principais nutrientes sejam preservados.

Receita de ketchup caseiro

Confira a seguir uma receita de ketchup caseiro, que você mesmo pode preparar e certificar-se de consumir uma ketchup mais saudável:

Ingredientes:

2 kg de tomates bem maduros;
½ de chá de açúcar mascavo ou demerara;
½ de vinagre de vinho branco.

Modo de preparo:

Remover as sementes dos tomates e picá-los em formato de cubinhos. Encher uma panela com ½ xícara de água, colocar os tomates e levar para cozinhar;

Depois do cozimento, bater a pasta no liquidificador;

Misturar o açúcar e o vinagre em outra panela e levar ao fogo. Quando o açúcar desmanchar, adicionar a pasta do tomate e cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 20 minutos;

Acrescentar sal a gosto – preferencialmente, marinho ou rosa – e esperar esfriar. Passar o ketchup para um pote de vidro e guardar na geladeira. O ketchup caseiro deve ser consumido em até uma semana.

Dica: Você pode acrescentar ingredientes como gengibre ou pimenta à receita para deixar o sabor do condimento mais agradável ao paladar de quem for degustá-lo

Texto: Patricia Leite

Fonte: Mundo Boa Forma