Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Oito formas de harmonizar o rosto e disfarçar a idade

29 de março de 2018

rejuvenescimentoo

A verdade é incontestável: os anos pesam para todos e, principalmente para as mulheres, incomodam ainda mais. Rugas, vincos e pés de galinha surgem por todo o rosto e denunciam que você já não é uma ‘mocinha’. Mas graças a algumas técnicas cirúrgicas, a idade não precisa estar necessariamente estampada no seu rosto. Confira a seguir oito medidas que ajudam a disfarçar as marcas do tempo e harmonizar o rosto.

1 – Retire as bolsas de gordura dos olhos

Homens e mulheres têm procurado cada vez mais, a blefaroplastia, cirurgia que corrige os excessos de pele da pálpebra superior e da pálpebra inferior, retirando também as bolsas de gordura, que podem aparecer precocemente, por pré-disposição genética ou pelo passar dos anos, com a perda natural de elasticidade da pele. “A blefaroplastia ainda é uma cirurgia mais procurada pelas mulheres, mas, ultimamente, registra-se um crescimento deste tipo de procedimento por parte da ala masculina. Além das ‘gordurinhas’ que reforçam o aspecto envelhecido e cansado da face, popularmente conhecidas como ‘bolsas de gordura’, o tecido das pálpebras, inferiores e superiores, também fica flácido e cai”, explica o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integrada

2 – Confira leveza ao seu rosto

Um rosto bonito é um grande cartão de visitas. Olhos, nariz e boca não precisam ser perfeitos, mas devem formar um conjunto agradável e harmonioso. Localizado no centro da face, o nariz ganha uma posição de destaque e transforma a fisionomia. “Além de conferir proporção do rosto, ele é capaz de harmonizar a face de uma pessoa. Nos casos em que o formato não está adequado, a cirurgia plástica corrige esta imperfeição, devolvendo o ponto de equilíbrio”, afirma o cirurgião plástico.

3- Corrija os desvios do queixo

A mentoplastia é a cirurgia para correção das imperfeições no queixo, que podem ser anomalias do crescimento ou deformidades adquiridas por traumatismos. Fatores genéticos, características familiares e raciais têm papel importante no estabelecimento da forma do queixo. “O diagnóstico da necessidade de realizar uma mentoplastia deve ser feito pelo cirurgião plástico, a partir de queixas do paciente. Nos casos de anomalia do crescimento, além do exame clínico é necessário realizar uma série de exames, como uma telerradiografia de perfil e póstero-anterior, com cefalometria, para chegarmos à uma conclusão”, afirma médico.

4 – Dê um fim às orelhas de abano

Quem tem “orelhas em abano” sabe como é difícil conviver com o problema. “As orelhas proeminentes afetam a autoestima do paciente. A partir de cinco ou seis anos, faixa em que se iniciam as atividades escolares, os comentários feitos por colegas de classe passam a incomodar a criança, que se sente ‘diferente’, discriminada do grupo”, afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Nestes casos, a otoplastia, cirurgia para correção de deformidades na orelha externa, é o caminho indicado. Geralmente, ela é realizada entre os 7 e os 14 anos de idade, quando as orelhas já atingiram o tamanho definitivo. Adultos também podem se submeter à operação, mas por possuírem cartilagens mais rígidas, em 15% dos casos há recidivas, mas a cirurgia pode ser refeita.

5 – Cuide da pele do seu pescoço

A pele do pescoço sofre com a ação do tempo tanto quanto a do rosto, devido ao movimento constante a que é submetida. “Diferente da pele da face, a pele do pescoço é mais fina, delicada e pobre em lipídeos, o que caracteriza uma derme seca, menos resistente às agressões do meio externo e mais propensa à formação de rugas”, explica Ruben Penteado. Nos casos em que a gordura fica acumulada no pescoço (região cervical) e abaixo do queixo (submento), o cirurgião plástico deve avaliar a indicação de uma lipoaspiração de papada. “O procedimento esculpe e realça o ângulo e a linha da mandíbula, ajudando a corrigir a flacidez e desfazendo o queixo duplo. A cirurgia, geralmente, dura menos de uma hora e é feita com anestesia local ou sedação. São feitos pequenos botões anestésicos com lidocaína, onde serão introduzidas as cânulas – duas atrás de cada orelha e duas atrás do queixo – para aspirar a gordura em excesso. Não ocorre descolamento da pele e as cicatrizes são imperceptíveis”, explica Penteado.

6 – Pense em aumentar as maçãs do rosto

Maçãs do rosto altas e definidas são um traço comum de mulheres consideradas bonitas, como Cameron Diaz, Julia Roberts e Maria Fernanda Cândido. “Ao contrário de um nariz bem desenhado ou de olhos bem contornados, a importância dos zigomas, ou malares, na harmonia facial não é tão evidente. É preciso que o cirurgião plástico atente para este detalhe sutil, que proporciona harmonia ao rosto”, afirma Ruben Penteado. Além de sua contribuição para a beleza, os malares também têm uma função estrutural na sustentação da pele do rosto. “Inflar as maçãs do rosto pode atenuar as marcas do tempo. A proeminência do malar e do queixo representa o chamado triângulo da beleza. O equilíbrio desse triângulo é um dos recursos mais poderosos para a beleza e o rejuvenescimento da face”, explica o cirurgião plástico.

7 – Acabe com a gordura acumulada no rosto

De acordo com cirurgião plástico, a lipoaspiração facial tem duas particularidades. “Em primeiro lugar, a face exige um cuidado maior para a preservação de vasos e nervos durante o procedimento, uma vez que é anatomicamente complexa. O outro aspecto envolve pacientes sem elasticidade suficiente da pele. Eles precisam realizar um lifting cérvico-facial (que “levanta” a pele, os tecidos subcutâneos e músculos da face e do pescoço, corrigindo também as rugas) associado à cirurgia, para que seja feita também a correção de flacidez de pele e músculos”, explica. O médico explica que a lipoaspiração facial é indicada quando o paciente, mesmo após emagrecer com dieta equilibrada e exercícios físicos, continua com muita gordura localizada no rosto;

8 – Elimine o bigode chinês

As rugas nas laterais da boca, o famoso bigode chinês, é queixa comum das mulheres na faixa dos 30, têm a ver com a perda da hidratação e da elasticidade naturais da pele. “Uma solução para o problema é preenchê-las com a aplicação da própria gordura da paciente, retirada de alguma parte do corpo com pequeno acúmulo de gordura, como a região medial dos joelhos. O emprego de gordura da própria paciente tem como vantagem um menor custo e a inexistência de reações adversas, uma vez que é um material do próprio organismo”, explica Ruben Penteado.

Texto: redação.

Fonte: bonde.com

Lake Vilas Charm Hotel & Spa