Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Para Relaxar: Massagens para Gestantes

16 de maio de 2017

Conheça os benefícios das massagens mais indicadas durante a gravidez

gravida

Os meses de gestação são uma experiência única e você pode e deve curtir cada momento. Mas se a barriguinha está começando a aparecer ou você já está com um barrigão, é provável que tenha sentido alguns desconfortos que são comuns durante a gravidez, como inchaço nas pernas, dores lombares e mal-estar matinal.

Para amenizar estes sintomas existem várias opções de massagem que são bem efetivas e, algumas delas, podem ser feitas em qualquer fase da gravidez. A massoterapeuta Maria Clara Pasquarelli revela quais são as massagens mais indicadas e alguns cuidados recomendados:

– Drenagem linfática: é a favorita das futuras mamães, já que alivia os inchaços e ajuda a diminuir a retenção de líquidos. Pode ser feita durante os nove meses, mas tem algumas restrições para gestantes em algumas condições. “Não é indicada para grávidas com hipertensão, insuficiência renal, trombose venosa profunda e infecções de pele”, explica Maria Clara.

– Haptonomia: uma técnica menos conhecida, mas excelente para que o pai entre em contato com a mamãe e o bebê a partir do seu toque. É ele quem faz a massagem na gestante, usando um óleo vegetal próprio para massagens. Os movimentos são suaves e sem apertar a barriga, e a técnica pode ser utilizada após o 6º mês de gestação.

– Massagem relaxante: também pode ser feita durante toda a gestação e consiste em uma massagem leve e sem dor. “Esta técnica ajuda a aliviar as dores na região lombar e diminui a ansiedade”, complementa Maria Clara.

– Massagem pélvica: é recomendada só depois do 8º mês e tem a principal finalidade de ajudar grávidas que optaram pelo parto normal. A massagem alonga os músculos pélvicos e melhora a flexibilidade do períneo. “Esse processo facilita o parto normal porque pode evitar a epistomia, que é um corte feito na vagina para facilitar a passagem do bebê. Além de ajudar o corpo a voltar ao normal depois do parto, sem distender os músculos”, explica Maria Clara.

– Shiatsu e Watsu: as técnicas chinesas de massagem ajudam a melhorar o sono e o humor e podem ser feitas a partir do 3º mês. A massoterapeuta explica que o Shiatsu estimula as mesmas regiões do corpo estimuladas pela acupuntura, só que utilizando os polegares e a palma da mão. Já no watsu a grávida flutua sobre a água e, com a ajuda de um instrutor, relaxa e alonga a coluna.

“Uma sessão de massagem por semana já é suficiente para trazer benefícios para o bem-estar na vida da gestante, mas pode ser realizada quantas vezes for necessário”, ressalta a massoterapeuta. No entanto, Maria Clara recomenda evitar massagens na região abdominal principalmente nos três primeiros meses ou quando houver enjoos matinais ou vômitos. Ela dá uma última dica: “É sempre importante que a gestante converse com o seu médico ou ginecologista e informe sobre o tipo de massagem que está fazendo ou pretende fazer durante a gestação”

Texto: Redação

Fonte: Danone Baby