Lake Vilas Charm Hotel


Blog

Saiba como suavizar as marcas senis das mãos

29 de novembro de 2017

unhas

Essa região tem menos fibras de colágeno e pode envelhecer mais rapidamente do que outras partes do corpo.

Elas lavam, passam, cozinham e ficam mais tempo expostas ao sol – logo, mais vulneráveis ao fotoenvelhecimento e às agressões do cotidiano, como por exemplo o manejo de detergentes e a utilização frequente de água. Tudo isso afeta o estado da pele e a aparência das mãos: não por acaso elas são acusadas de entregar a idade mesmo em gente conservadinha, como a cantora Madonna. Pode olhar: o rosto e o corpinho até que enganam, mas as mãos denunciam.

Aqui, as dez dúvidas mais comuns sobre o rejuvenescimento delas.

1. A mão envelhece como qualquer outra parte do corpo?

A derme, camada da pele composta principalmente por fibras de colágeno, possui espessuras variáveis ao longo do organismo. Na mão sua espessura é menor, portanto existe uma menor quantidade de fibras de colágeno se comparado, por exemplo, a um dorso. Por isso, podemos concluir que a mão pode envelhecer mais rapidamente do que outras partes do corpo. Além disso, a mão está mais exposta ao sol do que as regiões cobertas pelas roupas e, portanto, mais sujeita ao fotoenvelhecimento.

2. Por que se fala tanto em proteção facial e pouco sobre as mãos?

A fotoproteção deve ser a mesma para rosto, colo e dorso de mãos. Lembrando que, nas mãos, a reaplicação deveria ser mais frequente pelo hábito de lavá-las.

3. Quais são os cuidados diários que devemos ter com as mãos?

Lavar as mãos com sabonete de PH fisiológico para não ressecá-las e hidratar com um creme ou loção com FPS. Devemos hidratar e proteger com filtro pela manhã e nutrir à noite.

4. Como tratar as melanoses solares (manchas), decorrentes do acúmulo de sol?

Os tratamentos são feitos com lasers e luzes pulsadas, que são muito específicos para essas manchas, não ferem e nem fazem casquinha ou feridas como antigamente. Depois, é recomendado o uso da vitamina C tópica e do filtro solar sempre.

5. No mercado já existem diversas opções de produtos específicos para as mãos. O que uma pessoa deve observar antes de comprar?

Se são produtos hidratantes, lubrificantes e nutritivos – de preferência com filtro solar .

6. Quais outros cuidados com as mãos são necessários para prevenir o envelhecimento?

É possível estimular a produção de colágeno também nas mãos com o uso de ácidos e aparelhos como a luz pulsada (Harmony) que, além de clareá-las, promovem um aquecimento que estimula a produção de colágeno.

7. Existe peeling para as mãos? Qual é o melhor?

Praticamente todos os peelings que são feitos no rosto podem ser feitos nas mãos. Tomando sempre muito cuidado para não ser muito agressivo na mão porque o processo de cicatrização é mais difícil do que no rosto. O peeling de pasta de ATA (ácido tricloroacético – que pode ser líquido ou em pasta) garante uma distribuição homogênea na região a ser tratada. O resultado é uma descamação da área, promovendo uma renovação celular e o clareamento da mão.

8. Qual é a melhor técnica para suavizar os sulcos que aparecem com a idade?

Os preenchimentos temporários. Hoje, há preenchedores específicos para as mãos, como o Macrolane (ácido hialurônico), que levantam a pele e a homogeneízam, dando jovialidade às mãos. Duram dois anos e depois podem ser recolocados.

9. Os hidratantes diários para as mãos devem conter quais tipos de princípios ativos?

Para as mãos, hidratantes à base de ureia, óleo de uva, fomblim (ativo que promove um filme protetor resistente à água e a produtos químicos em geral, sem efeito oclusivo), óleo de silicone, manteiga de manga (ação emoliente e nutritiva).

10. Pessoas que transpiram muito devem ter cuidados redobrados?

As pessoas que transpiram muito têm um risco maior de desenvolver patologias como a disidrose, que corresponde à formação de vesículas na palma das mãos e dos pés de caráter recidivante e que, muitas vezes, são associadas a infecções fúngicas.

Texto: Marjorie Melo, dermatologista com especialidade em dermatologia clínica e cosmiatria e Patrícia Rittes, dermatologista

Fonte: Bonde

Lake Vilas Charm Hotel & SPA